História

Na década de 70, surfistas de São Paulo e Rio de Janeiro introduziram o surf em Itajaí. Como os nativos ainda não tinham conhecimento do esporte, os turistas dominaram as ondas por algum tempo, até que os verdadeiros locais assumissem o pico e cuidassem dele a preservação futura.

O primeiro Festival Brasileiro de Surf, de acordo com documentos encontrados em arquivos da ASPI, foi realizado no sul do Brasil, na Praia da Atalaia, em Itajaí, no período de 04 a 06 de janeiro de 1978.

A primeira entidade que surgiu em Itajaí denominava-se ASFI – Associação de Surf Foz do Itajaí, fundada em 21 de setembro de 1986. A Associação tinha como objetivo a prática de atividades desportiva, em forma recreativa ou competitiva, participando de torneios e campeonatos, promovidos por entidades filiadas a FECASURF – Federação Catarinense de Surf.

Em 28 de junho de 1999 a associação passou a se chamar ASPI – Associação de Surf Praias de Itajaí. Desde então desenvolve e profissionaliza o surfe no Município de Itajaí e região através de competições, incentivando assim o surgimento de novos talentos, campeonatos diferenciados e circuitos que movimentam o Sul do Brasil.

Representatividade

Além da realização de campeonatos e eventos ligados ao surf, a ASPI – Associação de Surf Praias de Itajaí foi reconhecida como Utilidade Pública Municipal através da Lei 5386/09 | Lei nº 5386 de 26 de outubro de 2009.

Possui cadeiras em conselhos municipais onde participa ativamente:
COMDEMA – Conselho Municipal do Meio Ambiente de Itajaí e do Projeto ORLA. Realiza campanhas de doações, promove mutirões de limpeza, plantio de mudas e seus membros participam de diversos programas sociais na cidade.

Histórico de eventos

A ASPI já realizou mais de 200 campeonatos amadores e profissionais, entre eles:

  • Etapas do Circuito Catarinense de Surf AMADOR e PROFISSIONAL
  • Test Ride Rusty 2012 e 2013
  • Volcom VQS 2013
  • Quiksilver PRO JR 2011
  • Quiksilver King Of The Groms International 2010
  • Oakley PRO JR 2009
  • WQS Internacional 6 Estrelas 2008
  • WQS Internacional 6 Estrelas 2007
Locais:
  • SURFuturo Groms – 6ª temporada
  • ASPI Evolução Consciente
  • ASPI Grand Master
  • ASPI PRO/AM
  • Desafio Amigos da Atalaia
  • Molhes In Vibe – Surf Noturno

Revelação de talentos

Um dos principais objetivos da ASPI é contribuir para o crescimento do esporte, fomentar o surf na cidade e região, revelando novos talentos e aprimorando as técnicas de competição dos atletas, são oportunidades para quem inicia no esporte e também para aqueles que querem aprimorar o surf.

Nos principais eventos promovidos pela ASPI, competiram diversos atletas de ponta como Fábio Gouveia, Jano Belo, Neco Padaratz, Peterson Rosa e os atuais tops do WCT (Circuito Profissional Mundial) Adriano de Souza (Mineirinho), Alejo Muniz, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Jadson André e Heitor Alves, e os catarinenses que se profissionalizaram ao longo do processo e também fazem parte da cena atual: Matheus Navarro, Willian Cardoso, Alcides Lopes Neto e João Paulo de Abreu.

Atualidade

Desde 2006 na presidência da ASPI – Associação de Surf Praias de Itajaí, Juliano Secco marcou um momento de transição na cultura do surf de Itajaí. Junto com ele um movimento sério abriu as fronteiras para novas ações esportivas no pico. Como exemplo, campeonatos super importantes como WQS aconteram na Praia Brava em 2007 e 2008.

“Eu vi que o nosso trabalho estava dando resultado de verdade quando o nosso garoto, Gustavo Machado, venceu o Deivid Silva na final do Pro Jr, um evento histórico que aconteceu nos molhes da Atalaia em 2011”, conta Juliano.

Contudo, Itajaí tem uma rica história – e estrutura que vai muito além das competições, e que pode fazer da região um point internacional.

Veja o último filme sobre o surf em Itajaí: